Imprensa


2019-04-26

Petratex aposta e inova no processo de estampagem

Falámos com Sérgio Neto, CEO da empresa ligada à indústria têxtil que falou sobre os desafios atuais e que o projeto PetraMAX, cofinanciado pelo COMPETE 2020, nasceu “devido à fraca oferta/eficiência dos processos de estampagem tradicionais existentes no mercado e da inexistência de processos de estampagem do produto customizado”.
Cofinanciado pelo COMPETE 2020, o projeto PetraMAX visou a diferenciação da PETRATEX pelo intangível permitindo à empresa a ascensão na cadeia de valor do produto, de forma a permanecer competitiva no mercado e em produtos de maior valor acrescentado.

Entrevista
Sérgio Neto, CEO da empresa Petratex, que falou sobre os desafios atuais da empresa e sobre o projeto PetraMAX.

Como nasceu o projeto PetraMAX?
Este projeto nasce devido à fraca oferta / eficiência dos processos de estampagem tradicionais existentes no mercado e da inexistência de processos de estampagem do produto customizado (measure to measure), os quais não respondiam de forma alguma às necessidades crescentes de mercado.

O que vos mobilizou para concretizar o projeto? 
A Petratex prosseguindo a sua estratégia de diferenciação e valorização, sentiu que precisava de adotar tecnologias de vanguarda de forma a produzir produtos inovadores e dar resposta às necessidades  mais prementes de mercado, as quais incluíam uma quantidade cada vez mais diversa de produto, quer em variedade quer em complexidade de performance do mesmo.  
 
Daí se ter proposto a investir na aquisição de um conjunto de tecnologias de estampagem e sublimação inovadoras visando a criação de produtos com maior valor acrescentado e maior abrangência na diversidade do produto.
 
Quais os principais desafios com que se deparam no desenvolvimento do projeto?
O processo de estampagem digital é um processo muito sensível pois é aplicado em materiais completamente distintos, pelo que se trata de um processo muito rigoroso e há todo um aprendizado a desenvolver pelos técnicos na operação de estampagem digital, o qual se pauta pela elevada exigência e qualidade do mesmo.
Fruto destas características tem-se revelado difícil formar pessoas nesta área e,além disso, também há a exigência de desenvolver / adaptar equipamentos  de acordo com o largo espetro de produtos a apresentar aos diversos clientes.

O que consideram ser crítico para o sucesso da Vossa estratégia?
Considerando o nível de excelência a que a Petratex se candidata, os novos produtos terão que cumprir com requisitos elevados de qualidade, pelo que a empresa terá também, em simultâneo, de desenvolver novas soluções de controlo de não conformidades, de forma a não originar reclamações por parte dos clientes.  
Sendo a Petratex um dos principais parceiros dos seus clientes, nomeadamente no desenvolvimento do produto, o qual é geralmente concecionado no seu LABCLIENT, em consonância com os designers  do cliente,  identifica como fatores críticos para o seu sucesso a internacionalização, a inovação , a equipa, a qualidade e o serviço, estando a sua estratégia de crescimento orientada à maximização dos mesmos. 
 
Assim e para continuar a crescer no mercado, a Petratex está ciente da necessidade de continuar a apostar no desenvolvimento de cada uma destas vertentes.

Qual o contributo do COMPETE 2020 para o percurso da Vossa empresa?
O contributo do COMPETE 2020, com os fundos comunitários, e na proporção desse mesmo contributo, tem concorrido para a prossecução da estratégia de crescimento da Petratex e para o posicionamento da empresa como referência no setor ao nível internacional.  
 
Este contributo financeiro foi deveras oportuno, pois trata-se  de um projeto que obrigou a empresa a um esforço financeiro relevante, dotando a empresa de processos flexíveis de alta tecnologia, os quais permitem o fabrico de produtos especializados para novos setores e campos de aplicação, aumentando  a capacidade de customização e personalização.

Apoio do COMPETE 2020
Cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à Inovação, o projeto PetraMAX envolveu um investimento elegível de 3 milhões de euros, a que correspondeu um incentivo FEDER de1,3 milhões de euros.


http://www.poci-compete2020.pt/noticias/detalhe/Proj15212-PetraMAX-Entrevista-SergioNeto-NL203-24042019